Os melhores e os piores de 2011

O ano está terminando… E sim! Chegou a hora de lembrarmos as melhores e as piores aventuras gastronômicas de 2011, que contaram com a colaboração de muitas pessoas esse ano, como Regina Suga e Célia Regina. Algumas categorias do ano passado não continuam, mas ampliamos os comentários sobre outros tipos de comidinhas, como cafés, buffets, pratos feitos e novidades importadas de outros países. São 29 categorias entre os melhores e 7 para os piores. Divirtam-se e feliz 2012! 🙂

Os melhores


A melhor batata assada
Testamos diversas outras durante o ano, mas não teve para ninguém: a do Outback é a melhor. A versão com requeijão, bacon e cebolinha então é perfeita.

Melhor porção de fritas
Desta vez, empatamos duas candidatas: as fritas do Sujinho, que ganharam em 2010, e as deliciosas (e nada congeladas) fritas da Twelve Burger.

Melhor hambúrguer
Carne bem temperada, com gordura na medida certa, e assada de uma maneira toda especial. Assim é o hambúrguer do St. Louis, que levou o primeiro lugar com louvor.

Melhor pizza
Apesar de termos participado de um concurso do Diário de S. Paulo, o que nos fez provar muuuuuuuuuitas pizzas, o troféu ficou mesmo com a Bráz.

Melhor café e capuccino
A taça é do Coffee Lab e ninguém tasca. Só quem já provou sabe que maravilha de experiência gastronômica é o café da Isabela Raposeiras.

Melhor nordestino
Um dos lugares que mais gostamos de conhecer este ano foi o Bar do Biu. Comida nordestino bem-feita e farta. Já provamos escondidinho, vaquejada, baião de dois…

Melhor japa
Desta vez o vencedor é um espaço no qual as mulheres dominam: o Izakaya Issa, na Liberdade. Delicioso e apaixonante!

Melhor custo-benefício
A foto abaixo é da feijoada do Praça Cheese, mas por lá é possível comer um bom prato de feijão, arroz, fritas, salada e carne por um ótimo preço.

Melhores petiscos
Além das cervejas artesanais, a Cervejaria Nacional tem os melhores bolinhos de mandioca que provamos – e eles ainda são recheados com linguiça. O cardápio tem muitas outras opções, todas deliciosas, como bolinho de arroz e croquete de carne.

Melhor purê de batata (e gnocchi)
Se tem um lugar onde se come bem derivados de batata é no Zena Caffè. O purê é leve, suave e delicioso, com retrogosto de leite. O gnocchi com molho de tomates pelados e fondue de queijo stracchino também é imperdível.

Melhor P.F. (prato feito)
Se estiver na Faria Lima, na altura do Largo da Batata ou do Tomie Ohtake, e não quiser gastar muito, dê um pulo no Acconcaguá para saborear um dos PFs da casa. O da foto abaixo custou R$ 18,90 e dá direito a uma pequena salada de entrada e a sobremesa.

Melhor rotisseria
A casinha rosa de esquina guarda muitas comidas saborosas e atendimento de primeira! A rotisseria Minha avó fazia não costuma ficar muito cheia e todas as comidinhas, diz a dona, são feitas no dia.

Melhores guloseimas
Finalmente um lugar bacana no Tatuapé. Na Condimento é difícil saber o que provar primeiro de tantas guloseimas deliciosas. Recomendo o brownie de alpino.

Melhor cupcake
Dê um pulo na The cake is on the table se quiser um cupcake de respeito e prove o de maçã caramelada! O da foto abaixo é o formigueiro.

Melhor brigadeiro
Não adianta criticarem que o brigadeiro ganhou status, que é um absurdo cobrarem isso ou aquilo. Os brigadeiros da Maria Brigadeiro são deliciosos e estamos esperando quem faça melhores!

Melhor brunch
A
Tea Connection é daqueles lugares que você precisa conhecer. Se for para um bom café da manhã, melhor. Não deu? Vá no almoço para provar uma das comidinhas lights da casa ou troque o café por um chá no final do dia.

Melhor chocolate
Não é bem o melhor chocolate, mas o melhor retorno. Finalmente o Kit Kat voltou a ser vendido aqui. Infelizmente tem lugares que continuam vendendo o chocolate acima, bemmmm acima, do valor que a Nestlé recomendou… Finalmente não precisamos mais pedir para os coleguinhas que viajam por aí.

Melhor buffet
Por R$ 38,50 você come muito bem no restaurante Santinho, comandado pela chef Morena Leite, a mesma do Capim Santo.

Melhor comida caseira
Quem conhece a Casa da Li não consegue sair imune ao tempero e à simpatia. Arroz no azeite, feijão com cachaça, torradinha com geléia de pimenta, strogonoff com batata palha caseira, porchetta, lasanha, polenta com ragú de rabada… Não dá pra resistir!

Melhor bar
Sempre lotado, o Pirajá tem atendimento cordial, chope gelado e petiscos suculentos. Pena que a conta acabe pesando, já que nada lá é barato…

Melhor sorvete
Encontrar o melhor sorvete de São Paulo foi a melhor tarefa de 2011 e não tem pra ninguém. É Bacio di Latte na cabeça!!! O sorvete da foto é da Isabelle, que curtiu muito o de chocolate meio amargo.

Melhor novidade importada
A sorveteria porteña Freddo aterrisou em terra brasillis em 2010 e promete ter mais 15 unidades em 2012, será? Tomara que sim.

Melhor restaurante internacional em São Paulo
Você precisa conhecer o restaurante Ping Pong e, quando for, não esqueça de provar a porção de costelinhas com mel (foto abaixo), a salada com camarão, o pão com carne de porco e outras delícias que segue o mesmo padrão da sede, em Londres.

Melhor lançamento de supermercado
Apesar de não ser um produto muito fácil de ser encontrado, o Creme Crocante Ovomaltine foi hors concours nesta categoria.

Melhor lanche de balcão
Seria injusto se não empatássemos a coxinha do Praça Cheese e o pastel da Yoka: ambos são lanches únicos, em sabor e preço.

Melhor natureba
Além da lojinha que tem vários badulaques lindos e igualmente caros, a 62 graus tem um restaurante-café que serve saladas, sopas e pratos naturebas que são deliciosos.

Melhor pão
Apesar de alguns problemas no atendimento, que da abertura (em fevereiro) para cá melhoraram consideravelmente, a Julice Boulangère oferece o melhor pão de São Paulo – e agora em dezembro tem chocottone.

Melhor rodízio
Carnes, costelas, linguiça… e ainda uma mesa com acompanhamentos de respeito, a começa pela imensa e linda salada. A Costelaria Rancho do Vinho une qualidade, sabor e bom atendimento.

Melhor restaurante de fora de São Paulo (Holambra)
O Warong,um restaurante que mistura as culinárias da Holanda e da Indonésia, está entre as melhores descobertas do ano. O menu da foto abaixo custou R$ 89 e serviu bem 2 pessoas comilonas.

Melhor restaurante do São Paulo Restaurant Week
O Dui foi uma das melhores descobertas do ano – e também das duas edições do SPRW. Com em ambiente lindamente arborizado, o restaurante ofereceu um menu delicioso e com certeza conquistou novos clientes.

Os piores

Pior atendimento
Apesar da carne dos lanches do Hamburguinho da Vila Madalena ser boa, a casa deixou muito a desejar no atendimento cheio de desatenção e grosserias. Eu demorei 40 minutos para receber um lanche uma vez, pois os atendentes priorizaram os pedidos do delivery, e a Cláudia quase congelou porque não foi atendida quando pediu algo simples: que encostassem a porta. E olhem a cara desmaiada das fritas.

Pior aumento de preços
Apesar da mudança de imagem, o Big X Picanha de Pinheiros viajou em relação aos preços do novo cardápio. Em uma vibe “Outback-wannabe”, a casa cobra quase 30 reais em um prato de parmegiana com arroz e fritas e investiu em quitutes que não funcionaram. Com isso, a qualidade dos lanches caiu sensivelmente – na última visita, os hambúrgueres estavam tão salgados que largamos metade. O atendimento é esforçado, mas não compensa o valor da conta.

Pior banheiro
Piso desregulado, tranca frouxa, descarga esquisita, luz baixa… o banheiro do Santa Gula é um desastre. Uma pena em uma casa tão bonita e que, afora do menu do SPRW sempre aquém do esperado, tem um bom cardápio.

Pior fast food
Lanche completamente sem gosto, atendimento deselegante (o garçom jogou a máquina de cartão na mesa e virou as costas), aparência feia e um som muito mais alto do que o recomendado. Por tudo isso, o Burdog foi o fast food decepção do ano.

Pior lançamento
Duas novidades apresentadas neste ano empataram de tão ruins: o Subway Churrasco, da rede Subway®, e o Pepperoni Club, do McDonald’s. A principal lição que fica é que controle de qualidade é realmente tudo. Nos dois casos, os lanches não entregam o que oferecem: um promete carne e entrega carne processada da pior qualidade; já o outro vem com quase nada de pepperoni – isso quando não vem oco.

Piores preços
Strogonoff, arroz, batatas rústicas e saladinha verde por R$ 35? Fatia de bolo simples por R$ 6? E tudo isso na Vila Madalena? A falta de senso fez com que o Lá da Venda leva a taça de piores preços (custo-benefício) do ano.

Decepção do ano
Nada pior do que ir a um lugar com muita expectativa e perceber que nada do que pensamos corresponde à realidade. Foi isso que sentimos ao sair do Lorena 1989. Preços abusivos com comida apenas ok, atendimento totalmente desleixado, ambiente confuso… e até a conta veio errada. Decepcionante do início ao fim, o Lorena ganha como o pior restaurante visitado em 2011 – e olha que já comemos muita porcaria.

Tem outras sugestões de melhores e piores? Manda pra gente!

7 Comentários

  1. Bruna
    dezembro 19, 2011 at 12:01 pm (10 anos ago)

    Concordo muito com os piores lançamentos:
    – o Subway Churrasco e o Pepperoni Club do McDonald’s decepcionaram mesmo.

  2. Thiago Pereira
    dezembro 22, 2011 at 10:00 pm (10 anos ago)

    “Cara desmaiada das fritas”… eu ri muito… Parabéns pela retrospectiva. Deu água da boca, até com os piores…rs rs… Maria Brigadeiro realmente é impecável. Brigadeiro com pistache deveria ser uma das sete maravilhas gastronomicas do mundo. Sabe que o lançamento do Freddo aqui em Sampa foi decepcionante, sei lá, perde um pouco a graça daquela coisa exclusiva de Buenos Aires. Eu nem vou. Pra mim Freddo é uma coisa portenha, me recuso a provar aqui em SP…

  3. Pollyanna
    fevereiro 15, 2012 at 1:46 pm (10 anos ago)

    Olá meninas …
    Acho que essa implicância pelo Hamburguinho Vila Madalena virou rotina no blog, já até ficou um tanto “clichê” e o mais incrível é que de todas as postagens que eu pude ler é sempre a mesma coisa, o assunto se torna repetitivo é como um ” relembrar é viver ” por que mesmo que exista uma nova postagem vocês sempre abordam algum assunto de uma visita anterior ao local, e já que são tantas criticas negativas me perguntam por que deram ao local a segunda e até a terceira chance como disseram, é meio estranho entrar em um blog que fala sobre aventuras gastronômicas,e encontrar sempre as mesmas coisas, dos mesmos lugares, e com as mesmas frases PRONTAS.

    Gostaria uma unica vez de entrar aqui e ser surpreendida por que até quando falam dos lugares bons é tão monótomo. #TEDIO

  4. Claudia Midori
    fevereiro 15, 2012 at 2:26 pm (10 anos ago)

    Pollyanna, acho que está na hora de você procurar outro blog. Tédio de leitor chato!

  5. Isabelle Lindote
    fevereiro 15, 2012 at 2:31 pm (10 anos ago)

    Pollyanna, acho que está na hora de você procurar outro blog. Tédio de leitor chato! (2)

  6. Pollyanna
    fevereiro 15, 2012 at 4:19 pm (10 anos ago)

    Creio que seja uma boa opção,agradeço pela dica já faço isso, desculpa se ficou surpresa ( rs ) não leio só o seu blog, deve ser horrível mesmo um leitor expressar tédio ao ler um blog que deveria ser legal. obrigado pela dica meninas.

    =)

  7. Claudia Midori
    fevereiro 15, 2012 at 8:14 pm (10 anos ago)

    Pollyanna, boa noite! Fiquei impressionada com a sua volta no blog para um novo comentário. Mandamos um e-mail quando voltarmos ao Hamburguinho. Até lá vamos relembrar: Tédio de leitor chato! (3)

Deixe um comentário