Conheça Cunha: Parte 2

Olá! Volto aqui para continuar nosso guia de Cunha. Já conferiu o primeiro post?

A Aventura continua, e depois de O Lavandário, Contemplário e Wolkenburg, seguimos pela estradinha e voltamos em direção de Cunha, São Paulo. Resolvemos almoçar e aí no meio do caminho, achamos algumas delícias! Confira:

FAZENDA ARACATU

Nesta parada no meio da estrada, dá para se deliciar com um clima bem retrô, com ares de fazenda e toque pop. Existe uma curadoria de antiguidades interessantes, como um carrinho de bebê que aparenta ser dos anos 50, garrafinhas clássicas de Coca-Cola, junto com algumas delícias, ideais para presentear parentes e amigos.

Fazenda Aracatu e seu espaço bem acolhedor

Fazenda Aracatu em Cunha – SP e seu espaço bem acolhedor

Digo isso brincando com amigos, paulistano adora as palavras “caseiro”, “mineiro”, “da roça” e claro, “orgânico”. Ou seja, perdições à vista!

Orgânicos na Aracatu

Orgânicos na Aracatu

Na Fazenda Aracatu é possível almoçar ao lado de um forno a lenha. Mas, o mais legal são as compotas, como da fruta rara Cambuci e os deliciosos e vistosos pães caseiros:

Bendito seja o pão da Fazenda Aracatu! Olha essa luz!

Você encontra também goiabada, queijos caseiros, shiitakes (gigantes!), hortaliças orgânicas, doce de leite, schnaps (cachaça alemã, vamos dizer assim) entre tantas delícias!

14853057_1324862990871917_4737955300772021180_o

Superbacana para a lembrancinha! Preços convidativos também!

GNOMO

A fome apertou depois de comprarmos as delícias na Aracatu e resolvemos ir – correndo, ainda bem – para o Gnomo. Nome curioso para um restaurante, imaginamos algo super natureba. Sim, natureba, mas nem por isso sem graça.

O chef, se intitula assim, como Gnomo e nos recebe muito bem! Simpático, ele usa o seu chapéu personalizado com formato digno de um mago das panelas. A fórmula? Usar produtos locais, frescos e originais de Cunha. Pinhão, shiitake, truta, queijos, cachaça, cordeiro, tudo local. Uma alquimia de sabores perfeita!

Meus amigos onívoros – vamos dizer assim – foram de truta. Dois tipos, uma frita e outra na grelha. Eu, por ser alérgica à peixe de rio 🙁 , me uni aos amigos vegetarianos e fui muito bem surpreendida com o espaguete de shiitake com pinhão. O molho era feito na cachaça, o pinhão trouxe crocância e o cogumelo o tempero. Uma delícia!

Espaguete com pinhão e shiitake do restaurante Gnomo, em Cunha, Sã Paulo. Uma delícia! 📷 @romysgallery

A photo posted by comidinhas (@comidinhas) on

Truta do Gnomo em Cunha - SP

Truta do Gnomo em Cunha – SP

Disseram que a truta estava muito gostosa! E realmente, o cheiro estava uma perdição! O mais legal eram os acompanhamentos: farofa de pinhão, arroz negro na cachaça, purê de banana verde, purê de pinhão – esse último era delírio gastronômico de pés juntos!

14711067_1324863454205204_97691324992143101_o

Gostamos tanto que fizemos amizade com o Sr. Gnomo! Ficamos das 14h às 17h!!! As sobremesas, compartilhadas foram praticamente atacadas e mal consegui fotografá-las! Ataque bem voraz do pessoal! O mais legal das sobremesas? O divertido e saboroso Petit Gnomô! Nada comum e esperado do petit gateau.

🌞 #bomdia #querocafe #cafe #brasil #coado #cunhasp #lategram #coffee

A photo posted by Romys (@romysgallery) on

Além do fofíssimo café coado! Uma delícia!!! Postei no histories do Instagram e as pessoas me perguntaram inbox onde eu estava. Tô falando, paulistano adora uma fazendinha!!! Portanto, se está de dieta e vai viajar para Cunha, já aviso de antemão que só tem perdição! #FicaDica.

Endereços

ARACATU
Rodovia Vice Prefeito Salvador Pacetti, Km 56 (Estrada Cunha-Paraty)
http://www.facebook.com/Fazenda-Aracatu-1376104546043829/?ref=ts&fref=ts

GNOMO
Estrada Municipal do Ribeirão, 2300 Cunha
http://www.facebook.com/gnomo.restaurante/

Conheça Cunha: Parte I

Lavanda em Cunha - SP

Acabo de retornar de uma aventura muito além da gastronômica, como também cultural.

Conheça um pouco de Cunha, cidadezinha charmosa de 20 mil habitantes. Terra da cerâmica, lavanda, pinhão e shiitake.

Ou seja, impossível não se vislumbrar com tanta calmaria, natureza e qualidade de vida. Gostei muito do clima e do charme local! Fui com mais sete amigos, entre eles, integrantes do blog Chicken or Pasta – aguardem por posts deles! Eles estão montando um guia super legal! E eles nos guiaram durante toda a visita <3

Bom, já o nosso blog, caro leitor, focará mais nas comidinhas, compras referentes a alimentação e um tiquinho assim de fotos para vocês animarem uma visita!

Para vocês terem uma ideia de tempo de viagem, saímos do Itaim Bibi, zona oeste de São Paulo, por volta das 21h e chegamos em Cunha por volta da 0h30. Considerando o trânsito de sexta-feira, caótico, em São Paulo. No sábado pela manhã começamos nossa andança:

LAVANDÁRIO

Para quem tem curiosidade se sentir numa Provence em São Paulo, é possível! Em Cunha, o clima é favorável para a plantação de lavanda ou como alguns dizem por aqui, alfazema. Para conhecer O Lavandário é preciso desembolsar R$10 que são consumíveis na lojinha. A vista é muito bonita e o cheiro uma delícia! Muitos casais fazem fotos para casamento, mas eu e meus amigos apreciamos a vista e a natureza. É impressionante a quantidade de abelhinhas 🙂 Mas, fique tranquilo, tem muita lavanda para distrair!

14560151_1324860444205505_7777193311778136471_o

Lavandas do O Lavandário de Cunha/SP

Na lojinha é possível usufruir de produtos variados, como óleo essencial de lavanda – que por sinal é um excelente anti-inflamatório e calmante na aromaterapia. Das comidinhas, era possível saborear chá gelado, sorvete e outros derivados. A experiência é bastante enriquecedora e dá vontade de comprar muitas coisinhas! Comprei o mel e confesso que senti pouquíssimo o sabor da lavanda. Já o sorvete, era bastante marcante e não agradou a maioria dos amigos. Eu gostei! :p Vale experimentar uma vez! É bem curioso!

Sorvete de lavanda do Lavandário

Sorvete de lavanda do O Lavandário

CONTEMPLÁRIO

Para ter uma experiência um pouco mais low profile de lavanda, é possível conhecer o Contemplário, que possui uma plantação bem menor comparada ao do O Lavandário, entretanto, para a nossa sorte, as flores estavam mais alegres! Tomamos um cafezinho e fomos passeando. Lá tinham flores tão bonitas quanto as estreladas lavandas! Vale uma compra excelente: o sabonete de Capim Limão que tem uma essência DI-VI-NA!

14753875_1324862367538646_4211817588861963084_o

Lavandas do Contemplário de Cunha/SP

Foi uma parada estratégica para tomar um espresso bem tirado. Estávamos acordando ainda e ainda deu um up para nossa próxima parada. Continue o texto para entender!

14853257_1324861310872085_966555760880918263_o

Contemplário, lavandas e um café simpático

WOLKENBURG

Chegamos ao local e apelidamos carinhosamente de Voldemort, por ser um local afastado, bem bucólico, com uma névoa e bem mais frio, por ser mais alto e num caminho mais tortuoso! Nos sentimos numa aventura épica! Mas, ao entrar na casa alemã, é possível ter uma vista surpreendente com flores e natureza muito rica.

Depois disso, um senhor barbudo, com uma semelhança incrível a de um Viking nos recebe. Sério e focado, nos explica que vai começar a degustação de cervejas! Começamos pela mais delicada, até o sabor mais acentuado. A seguir, o descritivo e a ordem que apreciamos o produto:

  • Wolkenburg Fit – Com teor alcoólico de 2,8%. Leve, equilibrada, caracterizada pela baixa taxa de carboidratos (low carb). Rica em vitamina B, Ca e Mg, tem influência positiva sobre o sistema imunológico, digestivo e cardiovascular. Turva, tons de cobre, espuma cremosa e duradoura.
  • Wolkenburg Helless – Com teor alcoólico de 4,8%. Cerveja de trigo, apresenta aroma frutado, boa carbonatação, balanço entre malte e lúpulo agradável, frescor acentuado lembrando banana. Turva, cor de mel, com espuma de alta formação e duração. O sabor evolui na boca e dá vontade de beber mais!
  • Wolkenburg Landbier – Com teor alcoólico de 5,0%. Cerveja Tipo Indian Pale Ale. 5,0% de teor alcoólico, uma cerveja acobreada de sabor intenso e cremoso, adição de lúpulo sem extremos, bem balanceada. Maltes caramelizados e lúpulos aromáticos.
  • Wolkenburg Dunkel – Com teor alcoólico de 5,3%. Cerveja escura munique, sabores maduros, intensos e firmes na boca, com bela persistência, boa presença de malte torrado e amargor bastante equilibrado. Cor de café, espuma cremosa e duradoura.
14853145_1324862704205279_6081187419348293212_o

Amigos e degustação de cerveja na Wolkenburg

A unidade de qualquer cerveja na casa saia por R$18. Já a caixa com 6, fica por R$100, ou seja, R$16 a unidade. Na cidade alguns estabelecimentos vendiam de R$20 até R$25. Nossa favorita e comprada por todos? A Dunkel que era encorpada e muito saborosa. Para quem gosta de sabores amargos, vale a pena!

Acompanhe o Aventura Gastronômicas! Teremos mais posts sobre Cunha 😉

Divirta-se!

Endereços e Contato

LAVANDÁRIO
Estrada Cunha-Paraty SP 171, km 54,7 – Cunha/SP. A 8 km do centro de Cunha e do lado esquerdo em direção à Paraty.
Horário Funcionamento: Sexta a domingo e feriados, das 10h até o pôr do sol.
Site: http://www.lavandario.com.br/

CONTEMPLÁRIO
Rodovia Vice Pref Salvador Pacetti, KM 61,5  Cunha/SP
Horário Funcionamento: Segunda 10h às 18h, Terça e Quarta – FECHADO, Quinta a Domingo 10h às 18h
Site: http://contemplario.com.br/

WOLKENBURG
Estrada Cunha – Paraty  CH1027 Cunha -SP CEP 12530-000 – Rodovia Cunha-Paraty, Km 66 (2 km de estrada não pavimentada)
Site: http://cervejariawb.com.br/web/#

Cateto Pinheiros no Brunch Weekend

salmão defumado dill

Esses dias uma amigona de MG – entusiasta da boa Gastronomia – veio a São Paulo, e como já morei com ela, sabia de seus gostos e devida exigência no paladar. Foi pensando nisso, que resolvemos nos encontrar em Pinheiros, um bairro com muitas opções gastronômicas. Escolhemos o Cateto, e coincidentemente estava rolando o Brunch Weekend, evento da Chandon, que une algumas casas para servir comidinhas mais em conta: R$49. O evento vai até o final do mês de outubro! E tem nomes de peso como Cateto, Caffe Pascucci, Camdem House, Clos, Cocina Bar Y Vino, KØD, Condessa Bistrô, Feed Food, La Cucina Piemontese, Laundry Deluxe, Restrô, Santiago Bakery, Silo, Tess Kitchen, Sweetshop (que fui em outra edição e não gostei muito – isso é gosto pessoal, claro!,achei os doces muito doces).

Contando de minha experiência: não conhecia o Cateto, e curiosamente, encontrei no mesmo horário um amigo dos rolês foodies! Ele adorou e me indicou para ir! Minha primeira impressão foi: que lugar hipster, bem bonito e casual. Subimos o andar e nos sentamos nas mesas altas. Foi bem agradável e o serviço bem eficaz.

Como foi a experiência no Cateto de Pinheiros

Fomos por volta das 14h30 do sábado, e uma das opções já não tinha no cardápio, era um lanche de lagosta…tudo bem, queria ter experimentado este, mas, por se tratar de LAGOSTA, não sei se deveria ser divulgado, por ser mais caro, há demanda e normalmente as pessoas tendem a pedir mais. Vi agora pouco no Facebook uma moça dizendo que o Brunch Weekend acabou por lá no Cateto Pinheiros, o que acho que é uma falta de consideração com as pessoas que contam com o cardápio e evento. Se for verdade, uma pena! Planejamento é tudo na vida, né? Alô, estoque do Cateto!!!

Portanto, o que tive de experiência aqui pode ser muito válida, mas não custa nada ligar antes, já aviso de antemão! Vamos para a parte boa, falar de #ComidaReal. Sobre o que o menu oferecia – coloquei em itálico algumas observações.

Menu do Cateto
TÁBUA DE FRIOS ARTESANAIS BRASILEIROS (acompanha geléia de figos (mentira pois era morango) caseira e cesto de pães de fermentação natural)

Escolha uma das opções:

SMOKED SALMON Mini Sandwich – minha escolha
Salmão defumado, sourcream de dill no bagel com gergelim.
ou
EGG ROASTBEEF Mini Sandwich – escolha de minha amiga
Rosbife caseiro, salsa de ervas e ovo caipira estalado no pão integral preto.
ou
LOBSTER ROLL Mini Sandwich – (tinha acabado quando fui)
Lagosta puxada na manteiga de ervas, servida com coleslaw de repolho e pepino no pão de brioche.
ou
HUEVOS RACHEROS –
2 Ovos cozidos no caldo de tomates temperados ao estilo da fronteira e servidos com abacate e torradas.

+ PANCAKES or TOASTS
(escolha uma das opções abaixo)

FRENCH TOAST c/ creme inglês e morangos. (Não gostei e não tirei foto)
Torrada frita em azeite e coberta de açúcar mascavo servida com creme inglês e pedaços de morango fresco.
ou
PANCAKES c/ Bourbon Maple cream – (deveria ter pedido isso)
Panquecas tipo americanas servidas com creme doce a base de maple syrup e bourbon com amoras frescas.

Minhas impressões

Se você gosta de bebericar, conversar, petiscar: essa é a boa do estabelecimento. Todos os pratos do Brunch Weekend no Cateto Pinheiros vem com direito a tábua de frios. Bem charmoso e rústico, veio com queijos,  salmão defumado, presunto de Parma e geleia de morango. As bebidas foram as taças de mimosa, drink que particularmente passo, tomamos água e apreciamos a comida. A French Toast como sobremesa deixou a desejar, infelizmente.

IMG_8059

Tábua de frios do Cateto de Pinheiros no Brunch Weekend

Depois disso, os lanches:

salmão defumado dill

Smoked Salmon do Cateto Pinheiros: bem saboroso!

IMG_8058

Egg Roast Beef. Segundo minha amiga ela saiu na vantagem porque era maior.

Conclusões e Contato

Acredito que por ser um evento ainda relativamente novo, não se perdeu como o Restaurant Week, e espero que nunca caia nesse sentido de achar que qualquer local pode participar! Fiquei bem satisfeita com o local. Só senti um pouco de calor, rsrs. Mas atendimento, qualidade dos produtos me surpreenderam. Volto certamente num happy hour, ou algo do tipo! 🙂

CATETO PINHEIROS

Facebookhttps://www.facebook.com/catetopinheiros/
Rua Francisco Leitão, 272, Pinheiros, São Paulo/SP
**BRUNCH WEEKEND Todos os sábados de outubro, das 11h às 17h

Horário – além do Brunch Weekend:

  • Seg – Qui: 18h às 00h
  • Sex: 18h às 01h
  • Sáb: 13h às 01h

Fundação Dorina Nowill: Um Bem que dá Gosto

Até dia 31 de outubro, a Fundação Dorina Nowill para Cegos promove pelo segundo ano a segunda edição da campanha Um Bem que dá Gosto em parceria com aproximadamente 100 restaurantes de São Paulo.

Os restaurantes podem dedicar uma porcentagem de um prato especial à campanha ou destinar R$ 1 de cada cliente no momento de fechar a conta. Toda a renda será revertida para viabilizar o serviço de inclusão aos 1300 beneficiados que, por ano, passam por atendimentos gratuitos que promovem seu acesso à autonomia, reabilitação, educação especial e cursos de capacitação.

Entre os restaurantes que participam da campanha Um Bem que dá gosto estão A Bela Sintra, Ecully, Paris 6, Rincon Escondido, Vinheria Percussi, Tantra, Rodeio, Tavares, Sofá Café, Nou, Taberna da Esquina e outros. Confira a lista completa dos participantes aqui.

Nou - Filé a milanesa com risoto de limão siciliano

De todos os restaurantes que participam da campanha Um Bem que dá Gosto, recomendo o risoto de limão siciliano do Nou (foto acima), em Pinheiros, que é bem bom! O Consulado Mineiro (só vale na unidade da Cônego, em Pinheiros) é daqueles mineiros com muita comida, ideal para reunir os amigos e dividir as comidinhas. Ainda não provei o Penne ao Limone do Tavares, mas o Picadinho deles é incrível! Por fim, recomendo o Taberna da Esquina, no Itaim Bibi, que tem o melhor bolinho de bacalhau que já provei, sardinhas assadas no carvão com batatas ao murro e salada. Link aqui.
bolinho-bacalhau-tabernadaesquina

Como foi doar no restaurante Esquina da Taberna: 

umbemquedagosto
No Taberna da Esquina a conta chegou com um lembrete da campanha Um Bem que dá Gosto, mas um display sobre a campanha também estava na mesa quando chegamos. O restaurante tem uma caixinha que você coloca o valor que quer doar, mas a sugestão é acrescentar 1 real. O garçom explicou “por cima” a campanha e apontou a caixinha para doação próxima do caixa. Ou seja, foi bem bacana descobrir que os funcionários sabiam da campanha e que as nossas escolhas no restaurante foram excelentes!
É claro que depois de tantas comidas gostosas você vai querer uma sobremesa, né? Dê um pulo em uma das cinco unidades da Chocolat du jour para comprar uma lata com 20 trufas maravilhosas! Se estiver frio troque o café por um belo chocolate quente e ajude novamente a campanha Um Bem que dá Gosto.

Anjos da Madrugada: Aventura Surpreendente

Olá, pessoal! O post de hoje é para contar uma aventura gastronômica um pouco diferente. No último dia 11 para o 12 de outubro participei de uma ação dos Anjos da Madrugada! Fiz algo que queria há algum tempo: um voluntariado para distribuir aos moradores de rua marmitas e doações.

Todo mundo tem uma vida corrida, problemas e falta de tempo. Mas, andei me questionando há algum tempo de escolhas e onde poderia focar minha energia, de maneira positiva e produtiva. Por que não um voluntariado?

Em uma conversa com um amigo, ele me indicou o Anjos da Madrugada e me passou o contato da Diih. O projeto tem 1 ano e seis meses, atua mensalmente e conta com cerca de 70 pessoas. Topei na hora! Foi meio maluco pois estou super corrida e virada desde semana passada, além de uma gripe chatinha. Mas arrisquei mesmo assim. Tomei o telefone e entrei nessa. A gente sempre tem um tempinho sim 😉

Na segunda, dia 10, o pessoal estava com a mão na massa. Acompanhei pelo Facebook mas, infelizmente, não pude ajudar e acompanhar o processo. No total foram produzidos 340 marmitas com arroz, strogonoff, batata palha e feijão. Para sobremesa, 420 mousses de chocolate e para beber 240 sucos e 240 águas. Além dos saquinhos de doces para as crianças e doações de roupas, sapatos e brinquedos. Foi admirável ver a força e dedicação do pessoal!

14680500_1146530498746721_2584653175853076055_n

Olha o tamanho das panelas de strogonoff! Foto: Anjos da Madrugada

14707014_1146532232079881_2114290373683574975_o

Diih e as meninas super do bem! Foto: Anjos da Madrugada

14567581_1144975732235531_5684318966794610571_o

Mousses: capricho e riqueza de detalhes, muito carinho envolvido! Foto: Anjos da Madrugada

O Anjos da Madrugada atua na própria casa da Diih e, com muita hospitalidade, me recebeu de braços abertos. Fui totalmente acolhida e fiquei muito contente pela empatia da turma. Muitas pessoas de diversas classes, credos mas com apenas um objetivo: fazer o bem!

Minha primeira surpresa foi ver a generosidade da Diih em oferecer seu espaço para receber uma desconhecida. Fiquei impressionada com a quantidade da produção para alguns braços. A mulherada estava com força total, e mais surpreendida ainda quando um caminhão chegou para nos ajudar no carregamento.

Partimos do Taboão da Serra por volta das 22h e a ação focou de início na Praça da Sé. Estacionamos todos próximos da Universidade São Francisco – Direito USP, no centro de São Paulo, e seguimos todos juntos, com a facilidade de nos identificarmos pela camiseta branca e logotipo do projeto.

Passamos pelo escadão da Catedral da Sé e depois no Pátio do Colégio, nos mantivermos juntos em todo o percurso e nos segmentamos por algumas turmas, uns com sacolas de roupas, devidamente separadas por tipo: masculinas, femininas, infantil masculino e feminino. Brinquedos em outros pacotes, bebidas, marmitas, doces, e assim por diante.

Como funciona a distribuição e abordagem aos moradores de rua

Muitos moradores nos abordam, portanto, esqueça as filas. Você pode até oferecer, dê o que te pedem, respeite se disserem não e caso não tenha, indique e pergunte ao amigo.

Pátio do Colégio. Foto: Anjos da Madrugada

Concentração no Pátio do Colégio. Foto: Anjos da Madrugada

Veja algumas dicas ao abordar alguém na rua:

  • Jamais demonstre medo, somos todos iguais (sei que isso parece banal, mas já vi nossa bolha social fazendo isso, o que é segregação! Uma coisa é uma pessoa ter ataque de esquizofrenia ao seu lado, outra é o morador de rua estar na dele);
  • A palavra “mendigo” ou “viciado” são pejorativas, ok? Sensibilidade, por favor;
  • Quando distribuir algo em locais de muita concentração de moradores, mantenha-se em grupo, especialmente neste caso: de madrugada;
  • Nunca negue neste tipo de ação quantidade: dê a eles o que pedem. Não se deve dizer não, pois não sabemos como podem reagir. Se não tiver, sem problemas, indique o colega. Seja gentil, peça desculpas por não ter e peça para procurar em outra sacola;
  • E sempre, o mais importante de tudo, trate a pessoa pelo nome. Pergunte, converse, fale do dia a dia dele. O foco é o morador. A experiência é muito enriquecedora! E às vezes, a carência é apenas companhia, afinal somos seres humanos e seres sociais;
  • Muitas crianças podem grudar em você e serem insistentes. Tive isso com um menininho que queria tudo de minha sacola. Fale com ele que já pegou o suficiente, e mostre a ele que pegou o que já desejava. Fale que ele vai dividir com os amiguinhos.

Existe uma fala muito comum: vou levar para alguém. Também não se deve negar. Já a criançada, replica sem pensar. Achei muito engraçadinho um menino de 5 anos dizer que o filho dele precisava de roupinhas. Pondere para crianças, afinal, para quem não tem nada, a fartura de uma sacola inteira impressiona. Tenha empatia e bom senso. 🙂

Mas, é perigoso? Tenho medo!

Vá de coração e mente aberta. Para quem nunca foi, posso afirmar que é uma das melhores satisfações que você pode ter em vida. Eu, particularmente, penso: vim ao mundo com algum propósito e não estou de passagem. Me sinto feliz, e minha sensação de “roubo muito ar do mundo” passa por alguns instantes.

14711149_1146546502078454_6203398359391344464_o

Ver crianças tendo alguns momentos de alegria: gratificante! Foto: Anjos da Madrugada

Garanto que será ótimo para sair da nossa bolha social, encarar a realidade, ter mais empatia e gratidão pelos privilégios que temos. E posso garantir, pessoas com menos privilégios que eu, fazem muito mais por aí. É uma lição de vida, definitivamente.

A união faz a força, e tendo organização e foco no objetivo, não dá medo não. Deixamos nossos pertences nos carros bem guardados e escondidos, caso seja sua dúvida. Levei o celular para fazer ao vivo no Facebook do Aventuras Gastronômicas e não tive problema algum. Só ficar ligeiro como já ficamos todos os dias! 😉

Conclusões

Estamos acostumados a reclamar de nossa vida pessoal. Mas, será que podemos por algum tempo olhar ao nosso redor? Pausar, refletir e perceber as nossas regalias, por exemplo, poder comer fora, ler, ler este blog, entre tantos outros!

Ninguém sabe a história dessas pessoas e o porquê estão nessas condições sociais. Falar e achar que essas pessoas são acomodadas é muito raso, compreendem? Tudo tem um porquê, tudo tem sua exceção. Muitas vezes, não há saída ou escolha, é aquilo e ponto. Especialmente crianças, imagine como é crescer num meio sem estrutura alguma? Já se colocou no lugar?

Poderia escrever mais, mas resumidamente é essa a conclusão. Vamos ajudar! 😀

Contato Anjos da Madrugada

Facebook: http://www.facebook.com/anjosmadrugada.sp
Instagram: @anjos_madrugada  www.instagram.com/anjos_madrugada/
WhatsApp: (11) 95902 – 8922
Concentração: Taboão da Serra/SP
Ações em São Paulo/ SP