SPRW: Santa Gula (segundo ano)

Quem acompanha o blog sabe que acabamos dando uma segunda chance aos lugares que não curtimos muito – se não for terrível, obviamente. Até porque, diferentemente de roteiros e guias, nos quais os jornalistas são obrigados a testar regulamente alguns estabelecimentos com o veículo de imprensa pagando a conta, não temos nada nem ninguém para pagar nossa conta. E pouquíssimas vezes tivemos algum tipo de cortesia, só em casos realmente especiais. Pensando nisso, voltei ao Santa Gula, restaurante no qual não tive uma boa experiência no SPRW de setembro de 2010.


O lugar estava vazio, pois cheguei já no fim do horário de almoço, e o atendimento foi super atencioso. No entanto, alguns problemas persistem: o banheiro continua bem ruim e a contribuição para a caridade veio na conta. Duas coisas que acabam me afastando do restaurante. De entrada, pedi a salada com nozes caramelizadas e gorgonzola, pois a outra opção era moquequinha de camarão com peixe – e sou alérgica a camarão, infelizmente. A salada estava deliciosa, em porção pequena mas satisfatória, com perfeito equilíbrio entre as nozes, as folhas frescas e o gorgonzola, que não mascarou os outros sabores. Bem melhor que a última entrada que provei.

Uma pena que o prato principal, novamente, foi a pior parte da refeição. Perguntei ao garçom o que ele me recomendava, já que a casa tinha 4 opções de almoço, e ele me indicou o leque de filé ao molho de queijos com nhoque de semolina grelhado – pois disse ser o mais bem servido. Fiquei preocupada em saber como seriam as outras porções. A carne veio quase esturricada (ninguém perguntou qual o ponto que eu queria) e o molho foi insuficiente para amenizar a secura do nhoque. Veja as outras opções aqui. A melhor parte foi mesmo a sobremesa, único item do menu de SPRW que está no cardápio da casa: alpino cremoso, uma espécie de mousse com pedaços de chocolate, bem doce e encorpado.

O custo-benefício, para quem quer conhecer o restaurante, compensa pois os pratos são caros – os de frango custam no mínimo R$ 39 e os de carne em torno de R$ 50. A H2O custou R$ 4,50 e o couvert, que desta vez não aceitei, custa ainda R$ 11 por pessoa. Segundo o gerente Fábio, que reassumiu a casa há pouco tempo, todo o cardápio está sendo reestruturado e o SPRW serve como um teste para novos pratos.

Santa Gula
Rua Fidalga, 340 – Fundos – Vila Madalena
(11) 3819-0177

6 Comentários

  1. Miyu
    setembro 7, 2011 at 8:47 pm (11 anos ago)

    Caramba,você é bem calma! Se me servissem um prato principal desses eu no mínimo levantaria e iria embora, haha!

  2. Isabelle Lindote
    setembro 7, 2011 at 9:25 pm (11 anos ago)

    Hahahaha, pois é, Miyu. Inviável, né? E fiquei com azia depois…

  3. Claudia Midori
    setembro 7, 2011 at 11:14 pm (11 anos ago)

    Esse nhoque é uma vergonha!

  4. Isabelle Lindote
    setembro 7, 2011 at 11:27 pm (11 anos ago)

    Ainda deixei dois pedaços desses… sem molho ainda, não dá.

  5. @mendozavip
    setembro 14, 2011 at 10:45 pm (11 anos ago)

    Estive lá no jantar, local bacana, mais tive varios problemas, entrada moqueca, veio bem gostosa mesmo sem o camarão que estava na foto, ela estava gostosa com os minis e transparentes camarão..rs o prato principal foi a lula com recheio de camarão com algum molho de queijo e um arroz bem do simples e seco com coco queimado, alias podia ter sido colocado um leite de coco para dar um sabor e deixar mais molhadinho( porção peq), a sobremesa foi frutas ao vinho do porto com sorvete, bom o vinho passou longe o gosto, o sorvete veio uma mine bola de creme, bom fora isso após ver que veio cobrado a doação de 1,00 na conta e ainda cobrado 10% pela doação ( o dono deve achar quer somos otarios) demorou a ser cobradado, demorou para vir o troco e quando veio faltou a nota que estava com problemas , quer dizer nem nota eu tive direito! vamos ver se vão lançar no sistema pelo menos! (acho dificil)

1Pingbacks & Trackbacks on SPRW: Santa Gula (segundo ano)

  1. […] – Santa Gula: novamente, pelo segundo ano, o restaurante decepcionou pela comida com pouco sabor e […]

Deixe um comentário