Tia Nê

Apesar de falarmos de todo tipo de gastronomia aqui no blog – do pastel da Liberdade e da coxinha do Praça Cheese até o couvert do Dalva e Dito aos menus do SPRW – nossa referência de comida boa mesmo é familiar. E não somos as únicas: muita gente tem por perto uma avó que cozinha bem, um prato especial da mãe que imbatível ou um tia que é a rainha do fogão. No meu caso, minhas melhores lembranças são os doces da Tia Soraya (principalmente, como está no perfil aqui do lado, o bolo de brigadeiro) e as comidas de domingo do meu pai. Macarronada, picanha no forno com alho, pão italiano, sorvete… eu tenho a quem puxar nesse meu gosto por cozinhar (e comer).

Mas, esse post nasceu para falar sobre a Tia Nê, essa figura fofuxa da foto acima. Não dá vontade de levar ela para casa? Infelizmente não posso fazer isso porque ela é tia da Cláudia, tem filhos e mora longe. Eu já tinha lido no perfil da Cláudia que ela adora o “macarrão da tia Nê” (além do arroz com feijão da mamãe, claro) e acabei conhecendo seus quitutes em um churrasco na chácara Midori! Na imagem, ela segura uma travessa de nhoque com molho bolonhesa improvisado ali na hora, com o que tinha a mão, e que estava delicioso, derretendo na boca, com molho equilibrado… uma coisa!

Além de fofa, simpática e amável, a tia Nê é rápida e precisa na cozinha, e ainda adora assistir programas de culinária, anotar receitas e depois testá-las, sempre dando seu toque pessoal. Durante o churrasco, ela fez bolinhos de bacalhau e salgadinhos, ajudou com o pernil (com pururuca), fritou pastéis… tudo como se nada desse muito trabalho e fosse fácil no fim das contas. Acabei trocando figurinhas com ela, fotografei algumas receitas para testar em casa (vocês não imaginam o caderninho que ela tem!) e, claro, comi todas as suas delícias. Dessas, só vou compartilhar aqui – por enquanto – a massa de salgadinho rápida. As demais vou tentar fazer e posto por aqui.

E como imagens falam mais do que mil palavras:

6 Comentários

  1. Bruna do Gourmandisme
    setembro 7, 2011 at 1:40 pm (8 anos ago)

    Isabelle, estou acompanhando há pouco tempo seu blog, mas já adorei e favoritei! rs Concordo 100% quando vc diz que nossa referência de comida boa é a familiar! É de lá que vem todo nosso paladar! Excelente post! beijos

  2. Isabelle Lindote
    setembro 7, 2011 at 3:58 pm (8 anos ago)

    Obrigada pela visita e pelo comentário, Bruna! Vou dar um pulo no seu cantinho também 🙂 bjs

4Pingbacks & Trackbacks on Tia Nê

  1. […] No final de semana a minha família se reuniu mais uma vez para outro aniversário e, como sempre, rolou muita comida. As duas responsáveis pela comilança são duas: a minha mãe e a minha tia, mais conhecida como Tia Nê, que a Isabelle já comentou aqui. […]

  2. […] querida tia Nê é responsável por comandar a cozinha quando a família está reunida. Para esses dias, ela […]

  3. […] mas não é um almoço de um prato principal. A comilança é geral, ainda mais quando a minha tia Nê entra em ação. Além de cozinhar muito, ela ama coxinha e tem sempre uma receita nova para […]

  4. […] almoço de um prato principal. A comilança é geral, ainda mais quando a minha tia Nê entra em ação. Além de cozinhar muito, ela ama coxinha e tem sempre uma […]

Deixe um comentário