Quando a esmola é boa, o santo deve mesmo desconfiar?

Na última terça, dia 18, fui com um grupo de amigos do trabalho no Tanger, único restaurante de culinária marroquina em São Paulo, segunda a Veja. É a segunda vez que vou ao restaurante, a outra vez foi no endereço antigo, também na Vila Madalena. É que desde janeiro do ano passado o Tanger está na rua Harmonia, perto do Pira Sanduba e do Sacha.

Dei uma olhada e encontrei no meu flickr algumas fotos da primeira visita, o único registro da experiência que eu não curti muito, mas que não lembrava. Quando vi a foto da pescada com couscous e legumes bateu aquele arrependimento! Mas eu já estava lá e não tinha como mudar de local. Das 6 pessoas, eu era a única que não tinha caído no conto do vigário do Peixe Urbano.

Explico. Paguei R$ 21 pelo prato executivo. A super promoção do site de compras coletivas era de R$ 26 o prato com sobremesa. Ou seja, paguei o mesmo. E pensar que 805 pessoas compraram a super oferta de 51% de desconto…

Além de enganados, os 800 consumidores (5 já foram que eu sei) serão surpreendidos pelo atendimento lento e antipático.

Ao chegarmos, o cardápio foi deixado na mesa e foi solicitado os vouchers impressos da promoção. Se é por um código que eles conferem a compra, é realmente necessário que cada um leve uma folha de sulfite???

Sobremesas, pratos e bebidas foram pedidas ao mesmo tempo. 40 minutos depois e nada dos pratos. Quando uma das pessoas questionou a lentidão, o garçom se limitou a dizer: Não vai demorar. Resolvemos pedir uma cesta de pães com 3 acompanhamentos para dar uma enganada na fome. Pagamos 20 reais por uma mísera porção de pães. Não recomendo. Ah, preferimos pedir os pães para outro garçom, um de coração menos peludo, para evitar a cara amarrada.

É sério. Dava um certo desgosto de estar ali  vendo o sujeito bufar e reclamar. Após quase uma hora de espera os pratos chegaram, todos bem apresentados e ao mesmo tempo. Nem para entregar os pratos o garçom abriu um mísero sorriso. Nada. Continuou com a cara fechada e se limitou a levar as sobras da entrada.

Voltou do mesmo jeito para entregar as sobremesas e saiu. Na hora da conta também apresentou falta de paciência e chegou a voltar para o balcão enquanto dividíamos os gastos.

Parece que o atendimento é irregular faz um tempo. Uma leitora do blog comentou no Instagram sobre o atendimento. O Tanger precisa urgente escolher melhor os funcionários se quiser que alguém frequente o local sem medo de cara feia.
Enfim, se algum leitor comprou o voucher, recomendo a pescada com crosta de parmesão e couscous com legumes. E vá num dia com muita paciência e bom humor para não ter uma indigestão.

10 Comentários

  1. Tempero Urbano
    setembro 21, 2012 at 10:17 am (10 anos ago)

    Uma pena terem tido uma experiência tão ruim. Fui ao restaurante faz alguns meses e saí com uma opinião completamente contrária. Talvez tenha tido sorte de pegar um garçom mais atencioso! =)

  2. Milly Furquim
    setembro 21, 2012 at 10:57 am (10 anos ago)

    A comida realmente estava bem gostosa, mas o atendimento faz a diferença. Por exemplo, eu fui a única a pedir um suco com água de flor de laranjeira, um diferencial do local mas que só pedi, pois já conhecia. Além do que foi colocado no post, nenhuma explicação da casa, dos pratos ou das entradas nos foi dada. Agora, o preço dos pratos em relação à compra coletiva fez com que me sentisse enganada mesmo. Foge do que entendo ser uma compra coletiva.

  3. Ariela Doctors
    setembro 21, 2012 at 4:26 pm (10 anos ago)

    Oi, pessoal. Vi os posts e resolvi esclarecer alguns pontos para vcs. Em relação ao atendimento, é uma pena que vcs pegaram o garçon de mal humor. Infelizmente, apesar de nos treinamentos nós pedirmos encarecidamente que deixem os problemas em casa, de vez em quando isso ocorre…Apesar de ser bastante raro termos críticas em relação ao atendimento no nosso cartão de críticas e sugestões, muito pelo contrário! E é uma pena cvs não terem deixado por escrito uma crítica construtiva! A questão da compra coletiva, não é uma enganação. Entendam que vcs pagam um valor para o site de compras coletivas e nos é repassado apenas 60 % deste valor, o que equivale praticamente o nosso custo. Nós fazemos este tipo de ação pois esses sites tem uma base de dados enorme e conseguem atingir muitas pessoas que seriam novos clientes para casa. Então, praticamente trabalhamos de graça, já que infelizmente não dispomos de verba para fazermos propaganda como eles fazem. O valor do serviço é repassado totalmente para brigada, para incentiovarmos o trabalho deles (para que eles trabalhem de bom humor). Escolhemos sempre com carinho os pratos que serão servidos nestes menus e tb as sobremesae. Se vcs pegarem o valor dos pratos e sobremesas servidos a la carte, eles dão exatamente o mesmo valor colocado no site de compras coletivas.
    Os partos que servimos no almoço executivo são cobrados num valor menor, pois temos que ter uma taxa de ocupação mínima do salão em dias de semana no almoço para permanecermos de portas abertas! Mas se vcs compararem, as sobremesas do executivo são bem menores e menos elaboradas que as vendidas no site de compras coletivas (elas são do a la carte). Gostaria, por fim, de dizer que antes de colocar tais questões publicamente, vcs deveriam tentar entender um pouco melhor o metiê. Nós fazemos um esforço muito, muito grande para mantermos a qualidade dos produtos, da manufatura, do ambiente e do serviço. Atenciosamente, Ariela Doctors (cozinheira e uma das donas do Tanger)

  4. Luana
    setembro 24, 2012 at 11:49 am (10 anos ago)

    oi Ariela, fui uma das 5 clientes “enganadas” e “mal atendida” na semana passada. Concordo com você que o garçom deve deixar seus problemas em casa, mas confesso que me questiono se foi caso de “mal- humor” mesmo ou houve um certo “pré-conceito” com clientes “compra coletiva”.

    Se você ler melhor o post escrito no Blog perceberá que houve sim críticas construtivas, afinal reclamar do mal-humor do garçom é uma forma de vocês saberem pelos seus clientes, como seus funcionários tem se comportado e a partir dessa crítica melhorar o atendimento. Outro ponto de atenção é a demora para entrega do prato, normalmente quem vai ao restaurante no horário de almoço, busca o prato executivo por que deseja retornar ao trabalho o mais breve possível e não perder uma hora esperando o prato. Mais uma vez, temos uma crítica construtiva que você poderia utilizar para rever o tempo que o prato sai da cozinha, uma vez que você é a cozinheira do restaurante.

    O conceito de compra coletiva é “agrupar várias pessoas para alcançar o MENOR PREÇO possível com um produto”, não me interessa a divisão de valores ou quanto vocês ganham ou deixam de ganhar ao se associar ao Peixe Urbano, o que procuramos quando compramos um voucher para um restaurante é ter o MENOR PREÇO e o mesmo atendimento e qualidade de quem estaria pagando o PREÇO TOTAL. Não foi isso que percebemos, ao observar os preços do cardápio e pela forma que fomos atendidas.

    Acho ótimo vocês repassarem o valor integral do serviço para a brigada, desde que eles façam bem o seu trabalho, pois sabemos que muitos estabelecimentos assim não o fazem. Por isso, nos sentimos a vontade por não pagar o valor referente os 10%, pois não nos sentimos bem atendidas. Estamos no nosso direito e não merecemos receber “cara feia” por exercermos esse direito.

    Apesar do problemas, em nenhum momento criticamos os pratos. Pelo contrário, o post até recomenda o prato escolhido por nós: “recomendo a pescada com crosta de parmesão e couscous com legumes”. Não temos dúvida que os pratos são saborosos e bem servidos.

    Atenciosamente,
    Luana

  5. Amelí
    setembro 25, 2012 at 11:16 am (10 anos ago)

    Infelizmente alguns estabelecimentos não deveriam participar de compras coletivas. Como Luana disse, caso o atendimento e a receptividade não seja a mesma, o efeito é ruim. Eu esqueço pra sempre daquele lugar e não volto (com ou sem cupom).
    Já tive algumas experiências ruins, mas também outras muito boas. E isso prova que, sim, é possível ganhar cliente com Peixe Urbano.

  6. Paulo Rodrigues
    outubro 2, 2012 at 10:28 pm (10 anos ago)

    Eu já utilizei o Tanger com o desconto do Grubster e ao contrário do que você está dizendo fui bem atendido, mas isso já faz uns 3 meses, eu fui a noite também…

    Eu ia bastante no antigo endereço e o serviço era muito bom, os garçons sempre foram atenciosos, mas se vocês identificarem que foi o mesmo garçom que tratou vocês mal, é legal avisar a gerência, pois esse garçom está manchando o nome do restaurante…

  7. Gustavo Boaventura
    outubro 9, 2012 at 11:34 am (10 anos ago)

    Oi Claudia, tudo bem?
    Eu já fui no outro restaurante de comida marroquina esquecido pela Veja e gostei muito. O nome é Agadir e fica na Rua Fradique Coutinho, 950. Você já teve a oportunidade de provar?
    Abraços,
    Gustavo

  8. Claudia Midori
    outubro 9, 2012 at 12:00 pm (10 anos ago)

    Oi Gustavo, não conheço, obrigada pela indicação.

  9. Rodrigo Figueiredo
    outubro 29, 2012 at 9:43 am (10 anos ago)

    Realmente o fato de ser cliente “do voucher” como já fui chamado em alguns estabelecimentos, faz sentir um certo preconceito por parte do atendimento. Já presenciei esta situação em outros restaurantes e o conceito de compra coletiva na minha opinião é desfavorável para os próprios estabelecimentos, ainda mais sabendo desta questão do repasse de valores que ao meu ver é uma enganação tanto por parte dos clientes quanto para os restaurantes.
    Lendo estes posts sobre mal atendimento, porque mostra que o treinamento e orientação não é tão eficaz. Achei pertinente este post e considero que foi altamente construtivo já que o core do negócio não teve “contra-indicações” e pelo contrário foi bem falado como o prato da pescada. #desabafocoletivo..rs

  10. Teresa U. Randall
    janeiro 19, 2013 at 8:02 am (9 anos ago)

    Criado pelo casal Lakhi e Mansha Daswani, ambos nascidos em Mumbai, trouxeram a São Paulo o restaurante Tandoor , a autêntica culinária indiana, especialmente os diversos pães e grelhados preparados no forno tandoor, a comida vegetariana e diversos pratos típicos indianos. Os pratos mais pedidos são o Gosht Sheekh Kabab (carneiro moído temperado com molho masala, hortelã e cebola), os Vegetable Samosas (pastéis de massa triangular com um recheio de batatas e ervilhas aromatizadas com especiarias) e o Saagwala Jhinga (camarão cozido temperado com molho de espinafre). No menu de sobremesas, destaque para o Gulab jamun (bolinhos de leite com essências de rosa) e o Kulfi (sorvete indiano exótico de manga). No cardápio de bebidas, vinhos da Alemanha, França, Portugal e Itália, além de whiskies e cervejas variadas.

Deixe um comentário