SPRW: Vinheria Percussi

Dos lugares que nós fomos e gostamos, eu e a Isabelle ficamos empolgadas de divulgar logo e fazer um post longo contando os detalhes. Quando é o contrário, o lugar fica numa listinha que temos de posts para escrever. A Vinheria Percussi é um dos restaurantes que entraria para a lista.

Na sexta-feira, dia 9, queria um restaurante do São Paulo Restaurant Week perto do trabalho para ir. Depois de dar uma olhada nas fotos postadas pela Vinheria no Instagram, decidi que era a vez de provar as massas que tanto já ouvi falar. E, realmente, a massa da foto acima estava muito boa – Orecchiette al ragú di costole (massa fresca artesanal, servida com ragù da costela de boi).

Se o jantar fosse regado a um bom vinho e à boa massa seria ótimo, mas no menu do SPRW não. E a decepção começou com a  entrada. Escolhemos a Pizza Pazza (pizza crocante de queijo de cabra, berinjelas e tomates secos), que é grande para quem prefere comer com as mãos e crocante para quem se arrisca a usar os talheres. Exigiu cuidado para manuseá-la sem acertar o companheiro ou a mesa vizinha.

Digo isso porque o casal ao nosso lado brigou mais que nós para comer a tal pizza e a esposa do sujeito foi vítima de alguns pedaços da massa assada.

Antes da entrada trocamos o couvert pela porção de Crostini (foto acima): seis fatias de pão italiano com alho e queijo. Boa e mais barata (R$ 8,40) que o couvert (pão italiano com manteiga).

Mas, deixei o melhor para o final do post.


A foto acima podia render um bom post para o blog Coma com os Olhos. Não sei quantas pessoas acompanham as fotos da Vinheria pelo Instagram, mas creio que todas que foram pelas fotos se sentiram enganados. Me sinto enganada até agora, tanto pelas fotos acima como as divulgadas no site do evento. O pão de ló com calda de laranja ao rum foi a maior decepção da noite.
Se eu recomendo o local? Não para o SPRW. Deixe seu rico dinheiro em outro restaurante já recomendado por nós. Além disso, os 2 reais para a doação veio com a conta. Pode parecer chatice nossa e de fato é, mas acho que o correto é todos os restaurantes trazerem o cofre para o depósito da contribuição ou indicar o local do cofre.
Ponto positivo:
– Um dia que não precisei cozinhar
Pontos negativos:
– Apresentação horrorosa da sobremesa, bem diferente das imagens divulgadas.
– Colocou o dinheiro do Monte Azul com a conta e somou os 10% do serviço.
– O garçom fez cara feia quando pedimos para pagar o valor sem os 2 reais.
–  A apresentação do pão de ló foi a maior decepção da noite. Ruim e feio.
– Gastei 130,57 e não saí satisfeita com a aventura gastronômica.
Para ver outras fotos do jantar, clique aqui

3 Comentários

  1. Vinheria Percussi
    setembro 14, 2011 at 3:53 pm (11 anos ago)

    Cara Claudia,

    Sentimos muito que não tenha tido uma boa experiência na Vinheria. Trabalhamos com afinco para que nossos clientes apreciem nossas preparações com a mesma satisfação que tivemos em prepará-las. Seja qual for a ocasião.

    O Babà al Rhum realmente não foi servido como deveria. Já alertamos nossa cozinha para que isso não mais se repita. Pedimos desculpas e gostaríamos de convidá-la a experimentar o menu do SPRW novamente aqui na Vinheria, com um acompanhante, por nossa conta. Basta entrar em contato com a gente e nós enviaremos um voucher para você.

    Sobre o R$ 1 destinado às causas beneficentes, nós não usamos o cofrinho desde a segunda edição do SPRW. Percebemos que a maioria de nossos clientes não se sentia à vontade ou não tinha moedas em mãos. Por conta disso, adicionamos o valor à conta total, propriamente discriminado, cabendo ao cliente concordar com o pagamento ou não.

    Tratamos com extrema seriedade nossas participações em eventos de causa social e participamos de diversos eventos beneficentes durante o ano inteiro. Todo o valor arrecadado é repassado integralmente aos organizadores do SPRW. Você pode consultá-los se desejar.

    Também incluímos os 10% de serviço ao total geral da conta para que os clientes não precisem fazer o cálculo. O serviço não é obrigatório, como fica indicado no rodapé da nota. Se não quiser pagá-lo, o cliente pode quitar o equivalente à refeição, como mostra o subtotal.

    Agradecemos a atenção e esperamos seu retorno,

    Lamberto e Silvia Percussi

  2. erica cristina
    setembro 16, 2011 at 5:05 pm (11 anos ago)

    Que gentil este comentário dos proprietários da casa. Parabéns pelo profissionalismo e pela humildade perante as críticas e pela vontade de construção coletiva do Lamberto e da Silvia Percussi. Abraços Claudia… vc sabe que adoro o trabalho de voces do Aventuras Gastronômicas.

  3. Claudia Midori
    setembro 17, 2011 at 1:12 am (11 anos ago)

    Obrigada, Érica. E tem aumentado, ainda bem, a frequência de comentários de donos dos estabelecimentos criticados ou elogiados aqui.

Deixe um comentário