Aproveite o verão para comer bem!

Com o Carnaval já por aí, as tentações alimentares vem com tudo e muitas vezes a gente acaba comendo muito e mal. Alguns quitutes merecem uma escapadela, como aquele sorvete gostoso em um dia de calor. Mas quem nunca comeu um salgadinho meia boca, só por estar de férias ou viajando, e depois ficou “conversando” com o danado por uns dias. Por isso, entrevistamos a nutricionista Luana Stoduto, formada pela Unigranrio, especialista em Nutrição Clínica e consultora em Nutrição, para saber quais as principais dicas para fazer escolhas gastronômicas mais saudáveis no verão, seja antes, durante ou depois da folia.

1) O calor tem castigado o país e o verão promete altas temperaturas e muita chuva até março. De que forma uma alimentação saudável pode ajudar a evitar que essa variação de temperatura afete nossa saúde? Dá para amenizar os efeitos do clima e evitar a baixa imunidade?
Resposta: A alimentação saudável, rica em vegetais e líquidos, além de pobre em gorduras insaturadas e açúcares, ajuda o corpo a ficar mais hidratado e protegido, já que o sistema imunológico não sofrerá tanto as ações da temperatura. Dá pra amenizar sim, basta dar uma equilibrada na alimentação: prefira os alimentos crus ou pouco cozidos, assim como peixes, que são ricos em ômega 3, zinco, vitaminas C e E, pois estimularão as defesas do organismo. E para não se sentir muito cansado e nem desistir das atividades físicas, consuma alimentos integrais.

2) Entre os alimentos que sabemos ser mais saudáveis (verduras, frutas, legumes), quais são aqueles que não podem faltar no prato, principalmente no verão? Por que?
Resposta: Aveia, açaí (antiestressante), banana,  peixes, leite, ovos, carne branca, vegetais folhosos escuros, oleaginosas (como castanhas e amêndoas), água de coco, melancia e melão.

3) Os refrigerantes tem sido cada vez mais questionados por fazerem mal à saúde, mesmo os lights e diets. Vale a pena substitui-los por sucos? Quais os benefícios dessas bebidas para a saúde, visto que as fibras dos alimentos acabam sendo “perdidas”?
Resposta: Vale a pena sim, desde que não ultrapasse 5 porções de frutas ao dia, pois com frutose em excesso pode causar um aumento de triglicerídeos no organismo. O ideal é sempre beber suco ao natural, evitando o açúcar. As frutas são ricas em vitaminas, minerais e água, e ajudam a hidratar o organismo. Dependendo da fruta, as fibras não se perdem totalmente. Uma dica é, quando possível, não coar o suco.

4) Para quem quer perder peso no verão sem ter que passar os próximos meses a base de salada e frango grelhado, quais as 5 principais dicas de alimentação saudável (possíveis, claro)?
Resposta: Fracionar as refeições em, pelo menos, seis vezes por dia; substituir açúcares refinados por integrais; consumir bastante líquidos; dar preferência a carnes magras assadas, cozidas ou grelhadas; usar e abusar do consumo de folhas (alface, rúcula, acelga, espinafre, couve, bertalha, chicória, entre outras); e passar longe de refrigerantes (inclusive os 0%),  frituras, bebidas alcoólicas e fast food.

5) A importância da água é sempre exaltada, mas para quem não gosta muito do líquido, dá para substituir uma parte dos litros diários por outras bebidas, como chás? Qual a recomendação atual em relação à ingestão de água?
Resposta: Dá pra substituir sim, mas somente parte. Os indicados são os chás gelados.A recomendação é a partir de 1,5 litro. Mas é preciso sempre observar o funcionamento do intestino: se ele não estiver bem pode ser que precise de mais líquido para manter as funções normais.

6) Para quem já começou a curtir a folia, quais são as recomendações para evitar desidratação, indigestão e outros problemas típicos dos excessos de comida e álcool?
Resposta: Líquidos: água, energéticos, isotônicos. Alimentos leves e nada de gorduras e carboidratos em excesso , como salpicão, farofa, estrogonofe. E pra quem gosta de bebidas alcoólicas, não passar dos limites, caso aconteça, água de coco e bastante água para ajudar na hidratação e na cura da ressaca.

7) E para quem vai descansar e viajar por aí, dá para voltar sem que a balança acuse muitos quilos a mais?
Resposta: Dá sim, é só tentar não exagerar nas comidas típicas da região pra qual viajará. Tentar ir à restaurantes à la carte, já que os quilos são um convite a um prato cheio de alimentos ricos em gorduras.

2 Comentários

  1. Anne
    fevereiro 17, 2012 at 12:43 pm (10 anos ago)

    Super curti a entrevista e a matéria!
    Texto ótimo!
    bjs

  2. jussara
    fevereiro 19, 2012 at 2:47 pm (10 anos ago)

    GOSTARIA DE SABER, POIS TO CONFUSA COM TANTAS COISAS DITAS COMO AJUDANTES PARA EMAGRECER, QUE SÃO ELAS; QUITOSANA, OLEO DE COCO E DE CARTAMO, CAPSULAS DE BERINGELA, CHIA ETC……. O QUE É MELHOE DISSO TUDO? OU DEVE-SE TOMAR TODOS ESSES? ME AJUDEM. JUSSARA

Deixe um comentário