Posts com a Tag ‘gardenia resto’

SPRW: Gardênia Restô

6 setembro, 2010

Apesar da Isabelle não curtir o Gardênia, continuo fã do risoto e do arroz com aletria deles. Quando vi o menu para a SPRW, resolvi fazer mais uma visitinha!

Entrada: Carpaccio (com molho de alcaparras, mostarda e queijo parmesão com salada de rúcula. A rúcula já veio temperada. Prefiro que os restaurantes coloquem azeite e sal para o tempero.

Gardênia Restô

ou bolinho de arroz

Gardênia Restô

Prato principal: Arroz de cordeiro com aletria, castanhas e hortelã. Amei! Só faltou uma kafta para acompanhar.

Gardênia Restô

ou Penne com queijo de ovelha de produção artesanal e abobrinha (bacon opcional). Nenhum dos pratos é parecido com o da foto do menu que está no site da SPRW. Não adianta caprichar na foto somente…

Gardênia Restô

Para sobremesa: Semifreddo de café

Gardênia Restô

ou Muffins de banana com calda de chocolate. Apesar do bolinho não ter chegado quente, a composição do bolinho de banana com chocolate caiu muito bem! Gardênia Restô

Gardênia Restô
Praça dos Omanguás , 110 – Pinheiros – São Paulo
Telefone: 11 3815-9247
Horário de Funcionamento: seg a sex 12/15e 19/0h e sábado 13/0h e domingo 13/22h

Dicas para aproveitar a 7ª SPRW

29 agosto, 2010

1.Reserva

Nem todos os restaurantes que participam da 7ª edição fazem reserva, infelizmente.

Costumo fazer uma listinha dos restaurantes que pretendo visitar e ligo para reservar. Já vi gente ficar mais de 2h na fila e sair frustado.

2. Pesquise sobre a comida e atendimento do local

Ano passado fui no indiano Tandoor, perto da Paulista, com um amigo, de última hora – foi o único restaurante que fui no final de semana sem reserva. Por causa da novela Caminho das Índias e do tal chá que eles tomavam, havia muitaaaa gente.  Creio que depois da comilança – muitos pães de entrada – e sistema bandejão, a decepção tomou conta dos visitantes. Eu, por exemplo, não volto mais lá.

Entrada:

Tandoor

Sistema bandejão:

Tandoor

Bandejão no Tandoor

Sujeira e gordura:

Tandoor

Outras fotos do Tandoor aqui

3. Doação

Muita gente não sabe que um cofre como o da foto abaixo fica nos restaurantes para que os clientes possam contribuir. Infelizmente, alguns restaurantes obrigam o cliente a pagar com a conta. Além disso, somam com o valor para acrescentar os 10%. Para uma pessoa o valor pode não fazer diferença, mas quando se vai em turma ou família… Pense nisso!

Cofrinho da Ação Criança

4. Áreas do restaurante

Com o tempo louco de São Paulo – não vejo a hora cair uma bela chuva – fico sem saber se levo casaco, uma blusinha, se uso vestido… e blábláblá. Para não correr o risco de torrar no sol ou ficar tremendo de frio, pergunte sobre as áreas do restaurante.

No Obá, por exemplo, tem duas áreas cobertas e uma não. No calor é insuportável ficar na área descoberta sem se sentir numa sauna. Lendo novamente o post do ano passado, vi que o cheiro da cozinha também  não é agradável.

5. Pratos diferentes ou especiais para o evento

Nem todo restaurante produz um prato apenas para o evento. Se você costuma ir ao restaurante, não tem razão para ir lá ao SPRW, a não ser que queira – se for o caso- economizar. O Gardênia Restô costuma colocar os pratos principais (ou não) da casa. Em 2008 fui provar o risoto, que já provei N vezes depois…

Gardênia Restô

6. Prepare-se para um susto

Restaurante Nou #sprw

No começo do ano, no Nou Restaurante, tive a infeliz ideia de pedir um ravióli de gorgonzola horrível, tenebroso, que não consegui comer.

Pior que o prato acima, só o da foto abaixo:

Coq au vin

Coq au vin – galinha estufada em vinho tinto, acompanhada de cebolinhas, cenouras, cogumelos e purê de mandioquinha – e de gosto duvidoso.

7. Outro idioma

Como assim? Ao reclamarmos da demora de um dos pratos no Chez Fabrice, um senhor – superrr educado (ironia) – começou a falar em francês com a gente. A cena foi cômica, pena que ninguém filmou. Alguém pretende voltar lá? Ninguém, a não ser que alguém queira treinar o francês.

8. Onde ir?

Caso alguém queira uma sugestão, indico o Eñe ou

o Capim Santo – um dos que quero ir – sem falta- e peça no final um trio de brigadeiros.

amo o brigadeiro de capim santo

Os pratos do Emprestado também estão legais, recomendo. Estive lá na sexta e devo colocar um post na segunda, amanhã, sobre.

Gardênia Restô: O que é sofisticação para você?

1 julho, 2010

Se você vai a um restaurante especializado em massas, a lógica pede que peça uma bela lasanha ou um bom prato de macarronada. Logo, ao visitar o Gardênia Restô, o natural seria provar uma das opções com cordeiro, iguaria que tem destaque no cardápio da casa, certo? Mas aí seria muito fácil, afinal oferecer um risoto de cordeiro saboroso é obrigação de um lugar assim.

Em março deste ano fui pela primeira vez ao Gardênia para comemorar com o maridão nosso primeiro aniversário de casamento, já que eu sabia que o lugar tem um ambiente bonito, romântico e aconchegante. Começamos com o couvert (acima – R$ 7) com cesta de pães, manteiga e queijo com azeite e alho. O pão estava endurecido, o atendimento não foi solícito em trocá-lo mesmo com o restaurante vazio e nos sentimos meio “largados” até a hora de fazer o pedido. Fui de penne com molho de queijo (apenas correto) e o Tiago optou por hamburguer de alcatra com queijo, batata gardênia e salada (R$ 26,90), que veio com a carne ressecada e pouco tempero.

Como já havia ouvido falar bem de lá, resolvi esperar antes de escrever este post e visitar o Gardênia mais uma vez. Voltei lá com a Cláudia e experimentei novamente o couvert: desta vez o pão estava macio e quentinho. Em compensação, o atendimento foi ainda pior e mais relapso que meses antes. Conforme mostra a foto acima, escolhi almoçar filet mignon ao molho poivre (R$ 33) acompanhado de batata gratinada com queijo gruyére (R$ 13,90). Ela foi de prato do dia (no caso, quinta-feira: frango a milanesa com purê de batata por R$ 29,90). O balanço? Os pratos demoraram mais do que o aceitável para a hora do almoço, o serviço foi confuso, a conta foi cara e ainda fiquei o dia inteiro com dor de cabeça e enjoada, algo raro de acontecer. Tudo teria valido a pena se a comida fosse espetacular, mas a realidade é que foi apenas ok, sem o toque de sofisticação esperado em um restaurante desse naipe.

Restaurante Gardênia
Praça dos Omaguás, 110 – Pinheiros
(11) 3815-9247