Um pouco sobre a história do café Iguaçú

16 setembro, 2014

Como vocês já devem ter percebido, o blog está diversificando um pouco mais o conteúdo e não estamos (porque não sou mais a única que escreve no blog) fazendo apenas resenhas de restaurantes e bares como antes. Quando o blog foi criado, em 2007, ele tinha um pouco de tudo. Em 2010 passou a ter mais resenhas e agora, após sete anos, ele volta a ter um pouco de tudo: resenhas, receitas e curiosidades. Quem acompanha o blog com frequência deve estar estranhando a falta de resenhas, mas como fiquei de molho por quase 1 mês, quase não tive aventuras gastronômicas. Mas, Claudia, você já foi em vários lugares e não falou nem da metade. É verdade, eu sei. Mas vou começar a me organizar para escrever sobre todos (ou quase todos) os lugares que conhecer.  Vergonhaaaa. 

Bom, o post de hoje é para contar a história do Café Iguaçu. Você, que é de São Paulo ou do Sul, já deve ter visto a marca nos principais mercados das cidades, mas não deve saber que a empresa foi fundada em 22 de Junho de 1967, ocupando uma área de terreno de 121.000m², no município de Cornélio Procópio, Estado do Paraná, por grupos de cafeicultores dessa região, liderados pelas famílias Miyamoto, Höffig e Ferreira de Castro.

A fábrica foi oficialmente inaugurada no dia 17 de julho de 1971, iniciando, então, as suas atividades de produção e comercialização. O início dos anos 70 ficou conhecido como a época do “Milagre Econômico”, quando o país experimentou acentuado crescimento industrial, atraindo investimentos externos de vários países, inclusive do Japão, terra dos meus avós.

café iguaçu
Muita coisa aconteceu até que no ano de 2010, há apenas quatro anos, foi inaugurado o segundo túnel de liofilização na fábrica em Cornélio Procópio, no Paraná, o que possibilitou a ampliação da capacidade de produção de café solúvel. Atualmente, a Café Iguaçu está entre as três maiores empresas no Brasil exportadoras de café e vice-líder no mercado brasileiro no segmento de café solúvel.

Um dos meus produtos preferidos é o café Gourmet e o café com leite, deliciosos!

café iguaçu

Ficou interessado? É só acompanhar a campanha da Café Iguaçu, de um amigo lindo, baiano, cheio de axé, no Facebook.

Gosta de café e quer fazer receitas? Aqui tem várias.

 

Butantan Food Park: Coxinhas de pato e costela do @CaBertolazzi

16 setembro, 2014

Por Carla Maia

Eu sou a Carla, mas pode me chamar de “amante da coxinha”. No primeiro domingo (7/9) do mês fui conhecer a Feirinha Gastronômica no Butantan Food Park, em São Paulo. Acabei descobrindo, por acaso, as coxinhas do @CaBertolazzi.

coxinha

Não sei se sempre tem os dois sabores da coxinha do @cabertolazzi, mas provei as duas que eram vendidas no dia: a de pato e a de costela. As duas são ótimas e custaram R$ 8 cada. Vale a pena conferir. A de pato é um pouco mais saborosa que a de costela, mas aí vai de gosto, né?

coxinhas @cabertolazzi
Da esquerda para a direita: costela e pato

E não precisa ficar com medo de ir no Butantan Food Park, a feirinha está ótima no quesito comida e organização, tudo bem estruturado e limpo. Para quem ficou interessado, o Butatan Food Park fica na rua Agostinho Cantu, 47.

Para a nossa alegria: food truck Só Coxinhas

10 setembro, 2014

A bola da vez são os tais food trucks espalhados pela cidade. Já vi de milk shake, lanches, bolos, pizzas e agora tem uma de coxinhas. Gente, é muito amor um food truck de coxinhas! Quem acompanha o blog sabe que além de mim, todos os colaboradores, são apaixonados por coxinha. Para os apaixonados como eu, o food truck Só Coxinhas terá porções de coxinhas de variados sabores serão comercializadas dentro de uma Kombi itinerante que também oferecerá cervejas artesanais nos estilos Pilsen Extra, Natura Extra e Weiss.

só coxinhas_copo2

No dia 13 de setembro, a partir do meio dia, o pessoal do Só Coxinhas estará na Pracinha Oscar Freire, copos personalizados poderão ser preenchidos com 10 ou 20 unidades de mini coxinhas, nos sabores frango, frango com catupiry, queijo, nutella e doce de leite, ou coxinhas grandes nos sabores tradicional e camarão. Os preços dos copos da Só Coxinhas variam entre $4 e $10.

só coxinhas

A Kombi do Só Coxinhas, que deverá rodar pelas ruas de São Paulo cerca de três dias por semana, já tem presença confirmada no almoço do Butantan Food Park, dia 15 de setembro, e em seu primeiro evento gastronômico coletivo, o Panela na Rua, dia 25 de setembro.

Melhor bolo de chocolate que já fiz

10 setembro, 2014

bolo de chocolate

Sexta passada fui almoçar na Le Pain Quotidien do shopping Vila Olímpia e aproveitei para dar uma olhada no livro deles enquanto esperava as meninas do trabalho chegarem. Das 100 receitas do livro, duas chamaram a minha atenção e uma delas é o bolo de chocolate acima. Sobre a outra conto depois…

bolodechocolate-

Mais uma foto, agora visto por cima. Casquinha crocante com o meio bem molhado, macio e cremoso. Excelente!

Ainda não ficou com vontade? Então olha o chocolate derretido…

bolo-dechocolate

Agora que deu para babar um pouco, a receita:

Ingredientes
200 g de chocolate amargo
200 g de manteiga sem sal
300 g de açúcar
6 ovos
100 g de farinha de trigo

Preparo: Derreta o chocolate, adicione a manteiga e mexa até misturar os ingredientes. Bata os ovos com o açúcar até formar um creme claro e aerado. Incorpore o chocolate e a farinha. Despeje na fôrma por aproximadamente 25 minutos. Sirva com sorvete!

Aliás, o resultado é bem parecido com o gateau au chocolat que é vendido no La Tartine.

9 de setembro é o Dia do Hot Dog

9 setembro, 2014

E quem diria, existe o Dia do Hot Dog! Apesar da origem controversa, pois dizem que o famoso dogão surgiu em 1852, quando um açougueiro de Frankfurt (Alemanha) batizou as salsichas que fabricava com o nome de seu cachorro. A outra tese sustenta é de 1904, em Saint Louis (EUA), quando um vendedor de salsichas bolou um jeito de os clientes não queimarem as mãos: colocando pão.

Por aqui, a clássica receita do pão com salsicha faz sucesso desde a década de 40, trazida pelos norte-americanos que para estas bandas vieram para ocupar as bases militares durante a Segunda Guerra Mundial. E, para comemorar o Dia do Hot Dog hoje, que tal provar o Time Square Dog, da rede America, que é servido com salsicha especial grelhada, coberta com molho cremoso de queijos, acompanhado de potinho de mostarda com ervas, no pão baguete. Acompanha onion rings ou batatas fritas (R$ 22,90).

Ficou com vontade? Olha como ele é.

Times Square Dog